Presidente da República exonera quatro administradores da Sonangol, um deles é Marcolino Moco

Presidente da República exonera quatro administradores da Sonangol, um deles é Marcolino Moco
Foto: D.R.

O Presidente da República exonerou por decreto, com data de hoje, 18 de Fevereiro, três administradores executivos da Sonangol e um não-executivo, o ex-primeiro-ministro, Marcolino Moco, de acordo com nota da Casa Civil do Presidente, que não especifica os motivos para a decisão.

Também hoje João Lourenço assinou outro decreto com os nomes de quem vai substituir aqueles administradores na Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola.

Os administradores executivos de saída, Josina Baião, Luís Maria e Osvaldo Macaia, serão substituídos por Olga Lukocheka da Silva Sabalo Miranda, Kátia Mariana Siliveli Epalanga Lutucuta e Osvaldo Inácio.

O administrador não-executivo, Marcolino Moco, ex-primeiro ministro, será substituído por Bernarda Gonçalves Martins.

A administração da Sonangol é constituída pelo presidente, Sebastião Gaspar Martins, mais 6 administradores executivos e 4 não-executivos. Para o corpo dos não-executivos foram nomeados, em 2018, os antigos primeiros-ministros, Lopo do Nascimento e Marcolino Moco, este último hoje exonerado.

João Lourenço, recorde-se, propôs a integração no conselho de administração da petrolífera estatal, dos dois ex-governantes por considerar ambos uma "referência" para o País.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i