Petróleo em máximos de cinco semanas

Petróleo em máximos de cinco semanas
Foto: D.R. /Arquivo

Os contratos futuros de petróleo negociaram em alta ao longo da última semana. O barril de Brent, referência paras as exportações das ramas angolanas, registou uma variação de 4,26% para 66,38 dólares por barril até ao início da sessão desta quarta-feira, o que representa o valor mais alto em quase cinco semanas.

A influenciar os preços esteve a desvalorização do dólar norte-americano, a moeda em que se faz a quase totalidade do negócio global de petróleo. O dólar negociou em mínimos de seis semanas, o que tornou o petróleo mais barato para detentores de outras moedas.

A commodity energética também recebeu suporte do facto de a Líbia ter proibido as suas exportações petrolíferas por razões de força maior, do porto de Hariga e anunciou que poderá estender a medida a outras instalações devido a um protesto por melhorias salariais no país.

Ainda no mercado petrolífero, a maior parte das projecções têm apontado que os preços deverão estar acima dos 75 dólares por barril este ano, com a aproximação do regresso à normalidade em muitos países. Recorde-se que, o dia 20 de Abril é considerado um dia histórico, onde o petróleo negociou pela primeira vez na história em patamares negativos, caindo em 2020 para cerca de -37,63 dólares por barril em Nova York, devido à falta de espaço de armazenamento da matéria-prima.

No mercado accionista registaram-se quedas generalizadas nos principais índices. Depois de terem subido para novos recordes, as acções encontram-se sob pressão por causa de um novo aumento dos casos de Covid-19 em todo o mundo, elevando a perspectiva de novos confinamentos e de mais obstáculos à recuperação económica. Por outro lado, os problemas da distribuição de vacinas também estão a levantar preocupações sobre o ritmo das reaberturas em alguns países.

(Leia o artigo integral na edição 621 do Expansão, de sexta-feira, dia 23 de Abril de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i