Grupo Águas de Portugal assina com Angola contratos de 10,5 milhões USD para projectos de água e saneamento

Grupo Águas de Portugal assina com Angola contratos de 10,5 milhões USD para projectos de água e saneamento
Foto: D.R.

A Empresa de Água e Saneamento da Huíla (EASH), bem como entidades congéneres que actuam ao nível do abastecimento de água e saneamento nos municípios de Moçâmedes (Namibe), Luena (Moxico) e Dundo (Lunda Norte) vão beneficiar de apoio técnico do Grupo Águas de Portugal (AdP), resultado de dois contratos assinados esta quarta-feira, com o Ministério da Energia e Águas de Angola, no valor de 10,5 milhões USD.

Este financiamento será assegurado pelo Banco Mundial (BM) e pelo Banco Europeu de Investimento (BEI) e será aplicado na assistência técnica para o desenvolvimento de serviços de abastecimento de água e de saneamento, por parte do Grupo AdP, que actua em Angola desde 2004, em actividades de consultoria, assistência técnica, capacitação e formação e operação e manutenção de sistemas de abastecimento de água.

Um dos contratos diz respeito à assistência técnica à Empresa de Água e Saneamento da Huíla, ao nível da assistência técnica para capacitação da empresa nas áreas técnica, financeira e comercial, enquanto o outro destina-se a apoiar as cidades de Moçâmedes, Luena e Dundo.

Na Huíla, o projecto deverá estar no terreno nos próximos quatro anos, e alargar-se-á aos municípios do Lubango, Chibia, Matala, Jamba, Cacula e Quipungo, podendo beneficiar 1,6 milhões de pessoas.

Nos munícios de Luena, Dundo e Namibe deverá durar três anos e pretende apoiar o Ministério de Energia e Águas de Angola na implementação do projecto, na monitorização e gestão do contrato, na gestão financeira dos projetos e na gestão ambiental do social dos projetos.

À Lusa, o director da AdP Internacional, Cláudio Jesus, afirmou que esta parceria "é fruto de um trabalho continuado, persistente e muito incisivo que o grupo vem fazendo com Angola e com todos os decisores deste sector".

Para além dos contratos formalizados esta quarta-feira, o Grupo Águas de Portugal tem dois outros projectos em Angola, em curso até ao próximo ano, no âmbito do apoio à gestão das empresas provinciais de abastecimento de água do Bengo e do Cunene e que representam cerca de 14 milhões USD, financiados pelo Banco Africano de Desenvolvimento.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i