Março: o mês que se dedica às mulheres

Março: o mês que se dedica às mulheres
Foto: Lídia Onde

Tenho, por várias vezes, reforçado a importância de falarmos todos os meses do ano em temas relacionados com a equidade de género, o empreendedorismo feminino, a liderança feminina porque sim.

O mês de Março é a nossa referência, mas deverá servir para que nos meses seguintes se mantenha acesa a mesma intensidade e paixão em abordarmos estes temas.

Como fundadora do Projecto Liderança Feminina em Angola, gostaria muito que todos tivessem consciência da importância deste tema, porque só, de forma consciente e não apenas para capitalizar publicidade, podemos todos juntos marcar a diferença, fazer a diferença e actuar de forma diferente. Através do nosso projecto, defendemos o princípio da equidade, reforçamos a importância de trazer a diferença positiva valorizando a mulher líder.

É com acções como estas, projectos como o meu, adaptados à realidade de cada país, que podemos levar mais longe, com mais intensidade e com a durabilidade necessária, para continuarmos a defender a importância da equidade do género, já que estamos ainda muito longe da linha dos 50% de equidade que devia ser alcançada em 2030, com o 5.º Objectivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU - Igualdade de Género.

A questão do género não é, ou não deveria ser, uma preocupação apenas das mulheres. Tem, pois, de ser uma preocupação de todos, cujos feitos devem estar reflectidos no dia-a-dia. Afinal as pequenas mudanças começam por pequenas acções, certo?

É, por isso, um desafio para si. De que forma, contribui positivamente para esta mudança?

Um simples sinal de partida é a forma como educamos os nossos filhos. Como pais, como homens e mulheres é nossa responsabilidade e dever não criar diferenciação. Pede ao seu filho e à sua filha que ajudem a pôr a mesa, a fazer as camas, a lavar a loiça? Pede de forma justa e igual? Ou pede apenas à menina que o faça?

Quando os seus filhos estão a escolher uma determinada área, influencia-os, dizendo que essa profissão é de homem ou de mulher? Está a influenciar e a limitar a sua vocação?

* Especialista em Recursos Humanos

(Leia o artigo integral na edição 617 do Expansão, de sexta-feira, dia 26 de Março de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i