Vem aí novas medidas para aliviar efeitos da seca no sul

Vem aí novas medidas para aliviar efeitos da seca no sul
Foto: D.R./Arquivo

Para aliviar os efeitos da estiagem e evitar as migrações forçadas das populações da região sul do País, a Comissão Económica do Conselho de Ministros, apreciou, nesta terça-feira, um conjunto de medidas a curto, médio e longo prazo, para reverter a situação de penúria em que as famílias do sul se encontram.

A medida prevê a atribuição de insumos agrícolas, disseminação e vulgarização da prática de cultura de raízes e tubérculos, como batata doce e mandioca nas regiões de seca severa, distribuição de pequenos equipamentos de rega, reabilitação e construção de pequenos e médios esquemas de regadio, introdução de culturas forrageiras nas regiões semiáridas, construção de açudes e barragens, transvase dos rios e capacitação no uso de novas tecnologias e formas de maneio de gado nas comunidades pastorícias.

Há duas semanas o governo namibiano reportou a entrada de muitos angolanos no país de forma ilegal, para fugirem à seca e à fome que assola a região sul de Angola. Segundo as autoridades do país vizinho, vários angolanos deslocaram-se à Namíbia, em desespero, acompanhados do seu gado à procura de pasto.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i