ENI pretende investir 7 mil milhões USD nos próximos quatro anos

ENI pretende investir  7 mil milhões USD nos próximos quatro anos
Foto: D.R.

A multinacional italiana ENI pretende investir nos próximos quatro anos até 7 mil milhões USD em projectos ligados a pesquisa e produção de crude na refinação e em projectos de energia solar, revelou o presidente Executivo de Upstream da ENI Guido Brusco.

A ENI é a operadora dos bloco 15/06, localizado no offshore em Angola onde produz actualmente o equivalente a 120.000 barris de petróleo por dia.

A multinacional opera ainda no país três blocos petrolíferos em fase de exploração. Tratam-se dos blocos 1/06 em águas profundas e os blocos Cabinda norte e Cabinda Centro em terra. No ano passado tornou-se operadora de um dos três blocos licitados na Bacia do Namibe, o bloco 28 cuja exploração está prevista para arrancar ainda este ano.

Na ultima terça-feira, o Presidente da República, João Lourenço recebeu o CEO da ENI, Claudio Descalzi. Durante a reunião foram analisados o progresso das actividades da ENI no país e novas áreas de cooperação.

Durante a reunião, o responsável da petrolífera apresentou os recentes sucessos da estra
tégia de exploração em Angola, que permitiu descobrir mais de dois mil milhões de barris de petróleo equivalente (boe) no Bloco 15/06 desde 2018.

Aproveitando as instalações existentes, a empresa conseguiu realizar o desenvolvimento ultra-rápido destas descobertas, confirmando o tempo recorde de comercialização da ENI, reduzindo ao mesmo tempo as emissões de CO2 das operações.

(Leia o artigo integral na edição 619 do Expansão, de sexta-feira, dia 9 de Abril de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i