Dividendos renderam metade do valor a que foram vendidas as cervejeiras Cuca, Eka e N'Gola

Dividendos renderam metade do valor a que foram vendidas as cervejeiras  Cuca, Eka e N'Gola
Foto: César Magalhães

A venda das participações minoritárias que o Estado tinha nas cervejeiras Cuca (1%), Eka (4%) e N'Gola (1%) renderam em conjunto 1.154 milhões Kz, o dobro dos 577 milhões Kz distribuídos aos cofres públicos em dividendos pelas três cervejas em 2017, 2018 e 2019, de acordo com cálculos do Expansão.

Em apenas três anos estas cervejeiras renderam ao accionista minoritário Estado metade do valor a que foram agora alienadas as participações públicas. Foram, aliás, as únicas participadas do Estado a distribuir dividendos aos accionistas.

A venda de 1% que o Estado tinha na Companhia União de Cervejas de Angola (CUCA) por 489 milhões Kz coloca a marca de cerveja líder do mercado nacional a valer 48,9 mil milhões Kz, o equivalente a 75 milhões USD à taxa de câmbio actual.

Além da Cuca, o Estado alienou a sua participação de 1% na N"gola por 297,8 milhões Kz, o que avalia a empresa em 29,8 mil milhões Kz, equivalente a 46 milhões USD. Já os 4% que detinha na Eka foram alienados por 367,2 milhões Kz, colocando a empresa a valer quase 9,2 mil milhões Kz, cerca de 14 milhões USD. Contas feitas, a venda das participações que o Estado tinha nestas três cervejas ao grupo BIH (pertence ao grupo Castel) rendeu 1.154 milhões Kz e coloca as três empresas a valer, em conjunto, 87,9 mil milhões Kz, equivalente a 135 milhões USD.

(Leia o artigo integral na edição 622 do Expansão, de sexta-feira, dia 30 de Abril de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i