Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Angola

Ministros da CPLP vão concertar estratégias na área da ciência, tecnologia e ensino superior

IX reunião analisa desafios da digitalização nas sociedades pós-Covid-19

Os ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CLPL) vão analisar esta quarta-feira, durante uma reunião em Luanda, propostas de projectos e programas de cooperação multilateral, antes de aprovarem a nova agenda política sectorial para o período que termina em 2026.

A IX reunião dos ministros que tutelam a ciência, tecnologia e o ensino superior dos nove países que compõem a CPLP, tem início às 09h00, no Hotel Epic Sana, com uma intervenção da ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação de Angola, Rosário Teixeira Bragança Sambo, em representação da presidência angolana em exercício da CPLP.

Com o tema "A digitalização e a ciências nas sociedades pós-Covid-19: desafios e perspectivas", a reunião conta com intervenções dos ministros dos nove países que compõem a CPLP (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Moçambique, Portugal, S. Tomé e Príncipe e Timor-Leste), antes de, numa sessão privada, aprovarem a proposta de relatório do grau de cumprimento do Plano de Acção de Cooperação Multilateral do período 2014-2020.

O plano estratégico para 2022-2026, que será aprovado nesta reunião de Luanda, inclui a mobilidade de estudantes, docentes, investigadores e cientistas altamente qualificados da comunidade, a rede de informação, avaliação e promoção da qualidade do ensino superior no espaço da CPLP e programas comuns de investigação, inovação e formação avançada.

O Plano de acção de Cooperação Multilateral para 2022 e 2023 será também aprovado nesta reunião, que abordará a cooperação com organizações internacionais, nomeadamente o Instituto Internacional da Língua Portuguesa, a Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) e a Agência Nacional ERASMUS.