"Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros"

"Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros"
Foto: D.R.

De Angola para o Reino de Marrocos, Maurílio Carbonel Francisco Mateus tem vindo a dar cartas na Bosch África, a fazer carreira internacional. À distância, o gestor conta-nos a sua experiência de alta liderança - que não confunde com história de superação de vida - e da escolha em abraçar o desafio de participar no programa que o levou ao corpo directivo da multinacional.

Que balanço faz de 2020?

Foi um ano desafiante a todos os níveis, em que houve um reset do sistema de valores em geral. A pandemia chocou de forma abrupta com o nosso sistema de priorização pessoal e profissional em que aspectos como a saúde, família e o bem-estar geral suplantaram o quotidiano agitado e a corrida para execução dos projectos e objectivos profissionais. A nível pessoal, foi um dos anos mais difíceis de sempre, perdi a minha mãe, a quem agradeço e dedico. Trouxe, no entanto, enormes oportunidades de crescimento pessoal, profissional e espiritual.

Fez parte de um grupo de 6.000 concorrentes a 21 vagas para o programa Afrika Kommt. Conte-nos a sua experiência.

A experiência foi sublime! Ser o primeiro angolano numa selecção rigorosa e com critérios rigorosos, constituiu uma das maiores vitórias pessoais até ao momento. Estagiar na Alemanha, pela multinacional Robert Bosch GmbH, o networking, o aprendizado e toda a imersão na realidade de negócios na Europa foram experiências basilares para o meu presente e futuro profissional. Hoje, considero-me conhecedor da realidade de negócios internacionais e capaz de desenvolver negócios sustentáveis para África e para o mundo.

Que objectivos tinha em mente quando se candidatou ao Afrika Kommt?

Candidatei-me, porque tinha o desejo de expandir os meus horizontes e capacitar-me intelectual e profissionalmente para melhor impactar e contribuir para o desenvolvimento de negócios do País e do mundo. Queria também expandir o meu conhecimento para além da indústria petrolífera, aumentar o meu network para além das nossas fronteiras e continuar a investir no meu perfil de experiente gestor de negócios internacionais.

Em que consistiu o seu estágio na Bosh?

Custeado a 100% pelo programa e pela Robert Bosch GmbH, teve por base o contacto com a realidade de negócios internacionais do Grupo. Pude compreender as directrizes e sinergias a nível internacional da empresa, contactar com os principais shareholders e líderes de negócio do grupo, conectando o potencial de desenvolvimento de negócios nos mercados emergentes africano, incluindo Angola.

Até que ponto a sua participação no programa foi determinante para a construção do perfil de gestor internacional?

Todo o investimento no saber é importante para o crescimento verdadeiro do ser humano. A citação de Benjamin Franklin: "Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros" é uma máxima que sustentou o investimento e sacrifícios que tenho feito para me munir de mais experiências e conhecimento para ser melhor a todos os níveis. E este investimento trará resultados positivos, por mérito!

(Leia o artigo integral na edição 608 do Expansão, de sexta-feira, dia 22de Janeiro de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i