ENCIB é credor do Estado mas dívida ao INSS afasta-a de concurso

ENCIB é credor do Estado mas dívida ao INSS afasta-a de concurso
Foto: Lídia Onde

A Empresa Nacional de Construção e Infra-estruturas Básicas (ENCIB) tem 5 mil milhões Kz a receber do Governo da Província de Luanda, desde 2011, que correspondem a pagamentos de obras efectuadas pela empresa construtora ao serviço do GPL.

Mas, ainda assim, uma dívida de 200 milhões Kz ao Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), acumulada há seis anos, impede a construtora de participar em concursos para execução de obras públicas.

A empresa enfrenta problemas financeiros resultantes da falta de pagamento do governo da capital e de algumas empresas públicas e que estão a criar enormes transtornos aos 92 trabalhadores. O director geral da ENCIB, Laureano Tchoia, que falava num fórum de alta direcção da instituição, subordinado ao tema "Diagnóstico e Perspectiva de Relançamento", revelou ao Expansão que "as obras para o Estado, de um tempo a esta parte, foram constantes, mas os pagamentos é que não são".

Isso fez com que a empresa vivesse uma flutuação na sua tesouraria, que fez com que a empresa estivesse, ora em momentos altos, ora em momentos baixos.

Esta situação afectou, sobretudo, os trabalhadores da empresa, que têm 14 meses de salários em atraso. O gestor chegou à empresa em Dezembro de 2020, e encontrou-a descapitalizada, estando há mais de um ano sem pagar os ordenados ao pessoal. Após a sua chegada só conseguiu pagar três meses de salários, admitiu.

(Leia o artigo integral na edição 618 do Expansão, de sexta-feira, dia 02 de Abril de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i