Meses de férias

Meses de férias

Quem fica tem também de ter a necessária atenção para respeitar o espaço de quem vai de férias. Ou seja, não o interromper "por tudo e por nada". As pessoas merecem descansar e desligar do trabalho. Quanto mais não seja, porque quem incomoda a seguir pode ir de férias. Mas claro, este não deve ser o principal argumento.

A entrada no mês de Junho faz com que já estejamos a sonhar com as férias. Este é um período muito importante para qualquer organização, uma vez que nestes próximos 4 meses (Junho a Setembro), as equipas ficam reduzidas e isso carece de um planeamento ajustado a cada uma delas. Claro que este planeamento não deverá ser feito neste momento, daí que as férias dos colaboradores tenham de ser marcadas com antecedência e a lei assim o refere. No entanto, poucas são as organizações que pensam neste tema antecipadamente.

É natural que na marcação de férias, o responsável de cada equipa tenha em consideração as competências de cada elemento que fica e vai de férias, para nenhuma tarefa ficar pendurada e quem fica poder pelo menos fazer os mínimos para assegurar um funcionamento equilibrado da equipa. A verdade é estes são momentos que por norma geram alguma tensão, porque vai haver sempre pessoas sobrecarregadas e ainda pode ser agravado, no caso de colaboradores desorganizados que não deixam o seu trabalho preparado para quem os vai substituir temporariamente.

(Leia o artigo integral na edição 627 do Expansão, de sexta-feira, dia 04 de Junho de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i