Desconfinamentos animam crude

Desconfinamentos animam crude
Foto: D.R.

Numa semana marcada por grandes reuniões com a presença do Presidente norte-americano na Europa, e expectativas de decisões de grandes bancos centrais, os mercados animaram com a abertura em algumas das maiores economias.

Os mercados internacionais mantêm-se optimistas. O segmento petrolífero segue em alta, tendo registado até à manhã de quarta-feira um crescimento semanal de 3%, com o Brent em Londres a situar- -se acima de 74 USD por barril. A subida dos preços deve-se ao rápido aumento da procura por combustíveis, que resulta da maior abertura de circulação de pessoas e bens nas economias mais desenvolvidas onde, por exemplo, já é possivel ter pessoas nos estádios de futebol. Com a vacinação, muitos países têm acelerado os desconfinamentos, como o Japão que já anunciou o fim de muitas restrições para o final deste mês, numa altura em que se aproximam os jogos olímpicos, que o país acolherá.

Ainda sobre o mercado petrolífero, começam a aumentar as incertezas em torno de um acordo entre os EUA e o Irão em relação ao programa nuclear iraniano, o que implicaria a retirada das sanções e o regresso de cerca de 4 milhões de barris diários ao mercado. A favor do aumento dos preços do crude esteve também a queda de mais de 8,5 milhões de barris das reservas norte-americanas, na semana encerrada a 11 de Junho.

* Banco Angolano de Investimentos

(Leia o artigo integral na edição 629 do Expansão, de sexta-feira, dia 18 de Junho de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i