Unitel e o português BPI são os que mais lucram com a banca em 2020

Unitel e o português BPI são os que mais lucram com a banca em 2020
Foto: César Magalhães

Isabel dos Santos "desaparece" do ranking de banqueiros que mais lucram com a banca. Pelas suas participações indirectas, o Estado deverá receber 12.976 milhões Kz do total de 92.199 milhões Kz que as instituições bancárias nacionais vão distribuir de dividendos aos seus accionistas pelos resultados de 2020.

A Unitel e o banco português BPI são os que mais lucram com a banca em 2020, já que vão receber 18.653 milhões Kz e 17.287 milhões, respectivamente, em dividendos do Banco de Fomento Angola (BFA), de acordo com os relatórios de gestão de sete instituições bancárias que distribuíram dividendos aos accionistas.

Ao todo, sete bancos vão distribuir 92.199 milhões Kz, o que representa uma quebra de 20% face aos 114.896 milhões distribuídos em 2019. Há ainda outro banco que vai distribuir dividendos em 2020, o Sol, um total de 4.145 milhões, que fica de fora desta contagem porque o seu relatório e contas de 2019 não revela quanto dos seus resultados foram distribuídos pelos accionistas, apesar de ficar subentendido que o fizeram. O Expansão solicitou ao Sol esses valores, mas até ao fecho de edição não obteve resposta.

O Estado, por via das participações indirectas em quatro bancos, tem direito a 12.976 milhões Kz dos valores a distribuir, isto porque tem 50% na Unitel por via da Sonangol, cabendo-lhe assim 9.326 milhões; juntam- se os 975 milhões pela participação indirecta no BAI (por via da Sonangol); e 2.675 milhões por via da participação da petrolífera no Caixa Angola.

(Leia o artigo integral na edição 629 do Expansão, de sexta-feira, dia 18 de Junho de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i