TAAG garante a viagem e paga os testes feitos pelos passageiros

TAAG garante a viagem e paga os testes feitos pelos passageiros
Foto: César Magalhães

A transportadora aérea nacional TAAG vai assumir os custos dos testes da Covid-19 feitos pelos passageiros que adquiriram bilhetes de passagem para os voos internacionais regulares agendados pela companhia, no entanto cancelados.

Os bilhetes foram adquiridos depois da TAAG reabrir a comercialização de bilhetes para destinos como Luanda, Portugal, África do Sul, Brasil, Namíbia e Moçambique, numa altura em que as fronteiras do País estão fechadas e apenas estão autorizados voos humanitários.

De acordo com um comunicado de imprensa distribuído quarta-feira em Luanda, a TAAG avança que os passageiros do voo cancelado do dia 24, que viria de Lisboa, podem solicitar o reembolso do valor do exame desde que comprovem a sua realização. O documento indica também que os passageiros que adquiriram recentemente bilhetes para as rotas Luanda-Lisboa, Lisboa Luanda e Luanda-São Paulo, São Paulo -Luanda podem utilizar nos voos humanitários entre estes destinos que serão realizados nos dias 28 de Fevereiro e 7 de Março.

No entanto, a companhia não esclarece se este procedimento vai ser extensivo ou não a outros destinos que também estiveram a venda esta semana, como África do Sul, Namíbia e Moçambique.

Esta incerteza preocupa os passageiros que têm bilhetes, não só para Lisboa, e foram notificados pela TAAG por SMS a dar conta do cancelamento dos voos, alguns deles horas depois de adquirirem as passagens.

"Tenho passagem para o dia 2 de Março com destino a África do Sul e não sei como será", disse um dos cidadãos que adquiriu o bilhete esta semana e aguarda pelo pronunciamento da transportadora aérea nacional.

(Leia o artigo integral na edição 613 do Expansão, de sexta-feira, dia 26 de Fevereiro de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i