Ligação de ferryboat para Cabinda depende do fim das obras no cais

Ligação de ferryboat para Cabinda depende do fim das obras no cais
Foto: D.R.

O início da ligação regular de ferryboat entre Luanda e Cabinda, para pessoas e mercadorias, está dependente da conclusão das obras do quebra-mar e rampa de atracagem na província mais a norte no território nacional.

De visita ao local, o ministro dos Transportes, Ricardo Viegas D"Abreu, explicou que o ministério conta com o apoio de várias entidades dos departamentos e serviços do Ministério das Finanças e do Tribunal de Contas, para a disponibilização dos recursos para completar a empreitada, pelo primeiro, e para assegurar o visto de grande parte dos contratos, pelo segundo.

Se tudo correr dentro das previsões actuais, esta empreitada pode estar pronta nos próximos três meses, permitindo que a ligação Luanda-Soyo-Cabinda inicie a actividade regular em Julho. A embarcação que vai assegurar a ligação do ferryboat está no Porto de Luanda desde Dezembro de 2020. A embarcação terá capacidade para transportar 60 passageiros, nove contentores e 10 viaturas, além de carga diversa. Tem um comprimento de 48 metros e circula a uma velocidade de 20,5 milhas náuticas/hora.

O terminal marítimo de Cabina é uma infra-estrutura que junta um cais de 340 metros de comprimento e 40 metros de largura, a rampa de atracagem para o ferryboat com 30 metros de comprimento e 25 metros de largura, e o cais de passageiros com 300 metros de comprimento e 12 de largura.

(Leia o artigo integral na edição 619 do Expansão, de sexta-feira, dia 9 de Abril de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i