Privatização da Empresa de Águas e Electricidade de S. Tomé e Príncipe

Privatização da Empresa de Águas e Electricidade de S. Tomé e Príncipe
Foto: D.R.

A Empresa de Água e Electricidade de São Tomé (EMAE) e a Agência de Regulação para a Electricidade estão no centro do projecto de reforma para a recuperação do sector eléctrico do país, que prevê a reestruturação da EMAE e a sua privatização.

Com uma dívida de 200 milhões USD à empresa fornecedora de combustíveis, a EMAE enfrenta perdas de operação de quase 40%, com custos "extremamente elevados" e serviços "muito deficitários", como afirmou Faustino Neto, conselheiro técnico da agência fiduciária de Administração de Projectos para a Energia, que gere o projecto de recuperação do sector elétrico de São Tomé e Príncipe, durante uma conferência sobre os desafios da transição energética no país.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i