Banco central de Cabo Verde aposta em ouro para alargar activos externos

Banco central de Cabo Verde aposta em ouro para alargar activos externos
Foto: D.R.

O Banco de Cabo Verde passou a deter reservas de ouro, no valor superior a 49 milhões de euros, no âmbito da estratégia de "diversificação dos activos externos", iniciada em Agosto.

O ouro, como refere a Lusa, representa 6,7% nos activos do banco central, de 736,6 milhões de euros a 31 de Dezembro de 2020. O Banco de Cabo Verde considera o investimento no ouro "oportuno", tendo em conta "o seu estatuto de activo de refúgio", reconhecendo, contudo, no relatório e contas de 2020, "perdas" de 2,1 milhões de euros com a reavaliação do metal, no final do ano. As perdas são explicadas pela descida no valor da cotação internacional da onça de ouro, já que a tonelada adquirida se manteve inalterada desde Setembro de 2020.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i