Transporte marítimo Luanda-Zaire-Cabinda sem certeza de início

Transporte marítimo Luanda-Zaire-Cabinda sem certeza de início
Foto: Lídia Onde

O transporte de pessoas e bens entre as Províncias de Cabinda, Zaire e Luanda, via marítima, poderá começar a partir do último trimestre deste ano e será assegurada pela Secil Marítima, que pensa colocar em operações três embarcações, nas rotas Cabinda-Soyo-Luanda e vice-versa.

Para já o início das operações está condicionado à reparação geral da docagem das embarcações, catamarãs e do Ferryboat Cabinda (transporte misto de carga e passageiro), bem como da conclusão das obras dos terminais de passageiros e dos equipamentos técnicos e tecnológicos.

"O objectivo passa por facilitar a ligação marítima-fluvial entre Luanda, Soyo e o enclave de Cabinda, com vista a superar a descontinuidade geográfica e a melhorar as condições de vida das populações e a economia daquela parcela do território. Mas é necessário terminar a construção do quebra-mar e do Terminal Marítimo de Passageiros na província de Cabinda, e do Terminal Fluvial de Passageiros no Soyo, província do Zaire, O inicio das operações está condicionado pelos atrasos nas obras", explicou o presidente do Conselho Administrativo da Secil Marítima, João Martins.

(Leia o artigo integral na edição 633 do Expansão, de sexta-feira, dia 16 de Julho de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i