Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Empresas & Mercados

Protteja na lista de prestação de serviços ao sector petrolífero

NO ÂMBITO DA LEI DO CONTEÚDO LOCAL

A seguradora vai prestar serviço de operações petrolíferas, seguro automóvel, entre outros produtos que serão desenvolvidos.

A seguradora Protteja Seguros foi incluida pelo Ministério dos Recursos Minerais, Petróleos e Gás e pela pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) na lista de seguradoras capacitada para prestar serviços de seguros às empresas do sector petrolífero, no âmbito da lei do conteúdo local. A seguradora passará a prestar serviços do regime de exclusividade para as empresas do sector petrolífero, nomeadamente seguros das operações petrolíferas, serviços de seguro patrimonial e seguro automóvel.

Questionado sobre o investimento que terá de fazer para a capacitação de quadros, o PCA da seguradora, Kianda Trozo, disse que para ser eleita teve de preencher requisitos de conformidade organizacional, de quadros, competências e condições. "Para atingir este objectivo tivemos de fazer reestruturação e contámos com a criação de um departamento de petróleo e gás. Tivemos de nos certificar ao nível da ANPG e tornármo-nos membro da associação das empresas de petróleo e fizemos inserção dentro do nosso quadro de capital humano para responder aos grandes desafios que o sector exige", disse.

O PCA acrescentou ainda que a Protteja Seguro para 2023 conta como desafios a dinamização do sector petrolífero no que diz respeito ao conteúdo local e a transformação operacional dos produtos que são obrigatórios no mercado. "Na componente do conteúdo local, entendemos que precisamos agir local e pensar globalmente. Faremos parcerias com instituições locais e internacionais. Para a questão da transformação operacional, entendemos investir em tecnologia para integrar as instituições chave para o processo e permitir transformar os produtos para acesso simplificado e fácil aos nossos clientes", sublinhou.

Recorde-se que a assembleia de accionistas da seguradora Protteja Seguros aprovou, no ano passado, a entrada da seguradora em bolsa para venda de acções e capitalização da companhia, com objectivo de impulsionar o crescimento da empresa. A seguradora já deu entrada do processo, fazendo a inscrição do seu capital social na Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA).