Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Empresas & Mercados

Transferências de dinheiro com novo limite passam a 5 mil USD

ENVIO DE REMESSAS AO EXTERIOR DO PAÍS

Com o regresso dos serviços de transferências da Western Union, banco central atendeu pedido e sobe para 5 mil USD o limite nas operações.

As transferências de remessas para o exterior ganharam, desde 24 de Junho, um novo limite e passam a um máximo de 5 mil dólares, contrariamente aos dois mil dólares anteriormente permitidos pelo banco central, indica o instrutivo n.º 06/2022, de 24 de Junho.

Se até à semana passada as pessoas só podiam mandar para o exterior do país um limite nas transferências individuais de até dois mil dólares, com a medida, já será possível enviar cinco mil dólares. "As remessas de valores de Angola para o exterior estão limitadas a 5 mil dólares ou o equivalente noutra moeda estrangeira, por mês, por ordenador. As remessas recebidas do exterior do país não estão sujeitas a limite regulamentares", impõe o regulador.

O Banco Nacional de Angola (BNA) não dá detalhes sobre a alteração da norma, mas o Expansão sabe que a medida tem origem num "concerto" entre a a empresa líder mundial das transferências de dinheiro, a Western Union, com o regulador angolano.

Aliás, uma semana antes da actualização desta medida os responsáveis da Western Union já previam avançar com uma solicitação de alteração do valor limite para transferências.

Depois do anúncio do regresso dos serviços Western Union a Angola , isto é, quase oito anos depois de terem sido suspensos no País por conta da crise financeira que "secou" os dólares do país e tirou negócio à empresa. Neste regresso, a entidade antecipou também que iria negociar com o BNA a possibilidade de aumento do valor a transferir por mês por cliente, de acordo com o presidente da companhia para Europa, Oriente Médio e África e Ásia e Pacifico, Jean Claude Farah.

Também foram alterados os limites aplicáveis às operações de venda de moeda estrangeira em notas ou para o carregamento de cartões pré-pagos. Segundo o banco central, a venda de moeda estrangeira está limitada a 5 mil dólares ou o seu equivalente noutra moeda estrangeira, por viajante residente cambial maior de 18 anos, por mês, podendo ser entregue ao cliente em notas ou carregado num cartão pré-pago. Para já, neste regresso dos serviços, a empresa Western Union está a operar com apenas dois bancos e uma empresa de transferências.