LISPA lança programa para fomentar o espírito empreendedor

LISPA lança programa para fomentar o espírito empreendedor
Foto: César Magalhães

O Laboratório de Inovação do Sistema de Pagamento do Ecossistema (LISPA), organismo ligado ao Banco Nacional de Angola, lançou esta semana a 1ª edição do programa Beta-i Shift, para fomentar o espírito empreendedor e o desenvolvimento de ideias de negócio aos de estudantes universitários.

A iniciativa do Banco Nacional de Angola (BNA), em parceria com o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e com a incubadora Acelera Angola, procura estudantes curiosos e aspirantes a empreendedores com ideia para uma startup digital e com projectos focados em resolver problemas reais.

"Para participar no programa não é necessário ter uma startup, basta ter uma ideia que gostaria de explorar ou não ter qualquer ideia, mas gostava de saber mais sobre como começar um negócio e o Beta Shift dá a oportunidade", explica Sílvio Faustino, responsável pela área de aceleração e inovação da Acelera Angola.

O programa é intensivo com a duração de três dias e os interessados deverão submeter as ideias, pela página www.lispa.ao até 28 de Fevereiro.

Os candidatos podem ser seleccionados já com uma ideia e equipa ou juntar-se a outros participantes durante o evento para formar uma equipa. No caso de candidatura de uma equipa, cada membro do grupo terá de preencher o formulário e indicar o nome da equipa.

Entre vários benefícios, os candidatos terão 16 horas de experiência de criação de ideias, instrutores e mentores do sector para apoiar o projecto, seis workshops que darão conhecimentos para construir a ideia de negócio, os participantes vão aprender ainda sobre validação e modelos de negócio, protótipo, teste, pitch e, por fim, a melhor equipa ou ideia receberá de prémio um milhão Kz. "O programa auxilia no desenvolvimento de ideias.

Entretanto, se o candidato tem uma ideia e não consegue pôr no papel nem estruturar até conseguir construir um produto financiável, vai aprender com os mentores que vão ajudar a estruturar a ideia", explica Sílvio Faustino.

O corpo de mentores do programa Beta-i Shift, apoiado pelo Banco Nacional de Angola, é constituído por Eduardo Sette Camara, José Rocha, Sílvio Faustino e José Carlos Santos.

A LISPA é um laboratório de Inovação do Sistema de Pagamento do Ecossistema pertencente ao BNA, mas conduzido pela incubadora Acelera Angola e todos os anos lança programas de incentivo ao empreendedorismo nacional.

Este ano, estão quatro programas a decorrer, nomeadamente, a Incubadora Fintech, destinada às promissoras startups de Fintech e Insurtech para acelerar o crescimento do projecto no mercado; Sandbox um espaço que cria um ambiente real de teste para as Fintech participantes testarem as sua soluções, modelos de negócios, produtos e serviços financeiros; Beta-i Star um programa de pré aceleração de soluções digitais para problemas reais, desenhado para apoiar os empreendedores a estruturar o negócio. E o Beta-i Shift um programa intensivo de três dias desenhado para estudantes universitários candidatos ao empreendedorismo.

"A LISPA tem o propósito de estimular o crescimento de uma economia que se pretende cada vez mais inclusiva, através da promoção da inovação e de serviço financeiros digitais inovadores, como uma prioridade para estimular a inclusão social e democratizar o acesso ao futuro". A incubadora Acelera Angola foi fundada em 2016, por quatro empreendedores, e conta hoje com 12 investidores entre individuais e colectivos para acelerar o empreendedorismo nacional.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i