Fortaleza Seguros passa de lucros a prejuízos de 210 milhões Kz

Fortaleza Seguros passa de lucros a prejuízos de 210 milhões Kz
Foto: D.R.

Com cinco anos de actividade no mercado nacional, a seguradora está a reposicionar a sua marca e quer ser conhecida por mais angolanos.

A seguradora do banco Millennium Atlântico, a Fortaleza Seguros, fechou 2020 com as contas no vermelho depois de registar um prejuízo de 210 milhões Kz, o que compara com os lucros de 201 milhões Kz registados em 2019.

O CEO, Paulo Bracons, justificou o resultado negativo com os investimentos que a empresa fez no período em análise, sendo que a seguradora até viu subir em 22% o valor dos prémios para 5,6 mil milhões Kz, ou seja mais mil milhões face aos 4,6 mil milhões Kz de 2019. "Tivemos resultados negativos, não pelos resultados técnicos, [mas] porque decidimos investir. Investimos em pessoas, nas nossas instalações, no novo produto de saúde, Cuida, e estamos a investir no sistema de informação para crescermos com segurança, solidez e responsabilidade", justificou.

De acordo com os resultados das contas apresentados esta semana, a seguradora vendeu 158 mil apólices e fechou 2020 com um rácio de solvência de 150%. Em 2020, a seguradora aumentou 97% do seu capital próprio, passando de 1. 285 milhões Kz para 2.533 milhões Kz. Em cinco anos de actividade no mercado nacional, a Fortaleza tem na sua carteira de clientes 159 mil, dos quais 110 mil são clientes activos e conta com 62 colaboradores.

(Leia o artigo integral na edição 628 do Expansão, de sexta-feira, dia 11 de Junho de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i