Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Economia

Empresas não financeiras do SEP regressam aos lucros

DE ACORDO COM RELATÓRIO DO IGAPE

As empresas não financeiras do Sector Empresarial Público (SEP) registaram um resultado líquido agregado de 1.288,8 mil milhões Kz, valor 148,9% maior ao que o verificado no período anterior, abandonando os prejuízos dos dois exercícios anteriores, informa o IGAPE no relatório agregado publicado no seu website.

Segundo o representante do accionista Estado, trata-se do primeiro resultado positivo, em termos agregados, quando considerados os últimos três exercícios económicos. "A Sonangol (103,7%), a Endiama (3,4%) e a Angola Telecom (2,1%) representaram as maiores contribuições para este resultado", lê-se no documento. Aliás, o relatório do IGAPE confirma o regresso aos lucros da Sonangol, informação que tinha sido divulgada em Fevereiro pelo seu conselho de administração. O relatório e contas de 2021 da petrolífera também já foi publicado e está disponível no website da Sonangol.

Após ter adiado por duas vezes e de ter sido ultrapassado o prazo legal, finalmente o IGAPE apresentou, na terça-feira, 26, os resultado financeiros e operacionais das 86 empresas do sector empresarial público. A cerimónia foi realizada em Luanda e foi testemunhada por mais de 250 pessoas em formato presencial e online.

Sector financeiro continua a dar prejuízos

De acordo com o documento, o resultado líquido das empresas do SEP do sector financeiro bancário tem sido sucessivamente negativo nos últimos três anos, embora se tenha observado um desagravamento em 2021, ao passar dos anteriores 449,6 mil milhões Kz negativos, em 2020, para os actuais 88,8 mil milhões Kz . Em termos da composição do resultado alcançado em 2021, o BPC (93,7%) e BCI (8,4%) contribuíram negativamente, ao passo que o BDA, por seu turno, foi a única entidade a impactar positivamente no resultado agregado (2,2%).