Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Economia

Um terço das transacções no sistema de pagamentos nacional já é feito no telemóvel

MULTICAIXA EXPRESS GANHA TERRENO

A procura por meios mais rápidos, eficientes, seguros e cómodos de pagar bens e serviços tem permitido o número elevado de utilizadores no multicaixa express, mas os números ainda não são satisfatórios por causa da iliteracia tecnológica. EMIS está a investir na criação do ecossistema de transferências instantâneas.

O mercado digital tem sido o centro de actuação de muitos sectores de actividade económica, com os números de transacções dentro do sistema de pagamentos nacional a revelar o crescente interesse das pessoas no uso das novas tecnologias. Em 2021 foram efectuadas 338 milhões operações através da plataforma Multicaixa Express, um crescimento de 1.630% comparando com os 19 milhões de operações registadas em 2019, data em que se começou a usar a plataforma.

Segundo contas do Expansão com base em dados da Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), no ano passado o número de movimentos feitos através do telemóvel representa quase um terço (32,7%) das operações realizadas no sistema de pagamentos nacional, sendo que em 2019 representava apenas 3,3%.

Por outro lado, o valor transacionado nesta plataforma também tem vindo aumentar. Entre transferências e pagamentos, em 2021 os usuários do Multicaixa Express movimentaram 4.954,6 mil milhões Kz (quase 5 biliões Kz), um crescimento de 1.828% face aos 257 mil milhões Kz em 2019. No ano passado, o dinheiro movimentando representa 28% dos 17.687,45 mil milhões Kz (quase 17,7 biliões Kz), total do valor que circulou no sistema de pagamentos, conforme os dados da EMIS.

Nos últimos anos tem sido notável a enorme procura por meios mais rápidos, eficientes, seguros e cómodos de pagar bens e serviços, ou seja, o número e os valores movimentados através dos aplicativos digitais é um indicador que demonstra o crescimento da literacia financeira e digital, de acordo com alguns especialistas.

O surgimento da pandemia foi e tem sido um dos impulsionadores na revolução do comércio electrónico, já que os clientes bancários têm tido menor acesso aos balcões. Actualmente existem 585.951 utilizadores do Multicaixa Express válidos, dos quais 402.160 estão activos.

Relativamente aos relatos sobre eventuais fraudes e burlas, o administrador executivo da EMIS, Joaquim Caniço, destacou que MCX Express é um "canal seguro e que cumpre todos os requisitos de segurança", quer sejam os internacionais como da própria lei dos sistemas de pagamentos de Angola. "Infelizmente temos assistido a algumas burlas com o MCX Express, praticadas através de engenharia social, onde os criminosos tiram partido da distracção de pessoas incautas e se apossam das suas credenciais de acesso ao canal. Temos acompanhado esse fenómeno e temos implementado vários melhoramentos no sentido de mitigar essa situação", disse.

Quanto à reversão do valores subtraídos através destes esquemas é, em geral, acompanhado caso a caso no sentido de se tentar reduzir as consequências das burlas. Esse trabalho tem sido desenvolvido pela EMIS com a participação dos bancos emissores do cartão, do SIC e dos operadores de telecomunicações.

(Leia o artigo integral na edição 660 do Expansão, de sexta-feira, dia 4 de Fevereiro de 2022, em papel ou versão digital com pagamento em kwanzas. Saiba mais aqui)