Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Universidade

Professores recusam aumento de 6% e elaboram nova proposta

GREVE SUSPENSA POR 30 DIAS ENQUANTO SE ELABORA UMA NOVA PROPOSTA SALARIAL

A greve dos professores, que já dura três meses, foi suspensa por um período de 30 dias enquanto o sindicato elabora uma nova proposta salarial após recusarem a proposta do Governo de aumento de 6%. Apesar das aulas retomarem, estudantes e docentes temem o final do ano lectivo.

O Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Angola (SINPES) recusou a proposta do Governo de aumento de 6% do salário e avança que está a trabalhar na elaboração de uma nova proposta.

"A assembleia recusou a proposta apresentada pelo Presidente da República, João Lourenço, por entender que este aumento não dignifica a classe docente e, por isso, estamos a trabalhar numa outra proposta que vai de 2,6 milhões Kz para o professor catedrático a 1,5 milhões Kz para o assistente estagiário para contrapor aos actuais salários medíocres".

Eduardo Peres Alberto, secretário- geral do SINPES explicou que enquanto o sindicato trabalha na elaboração da proposta, a greve, que teve início em 3 de Janeiro, fica suspensa por um período de 30 dias. "Brevemente vamos remeter a nova proposta e enquanto isso suspendemos a greve também para atender ao clamor dos estudantes, apresentando mais uma vez um exercício de boa-fé, porque o Estado deve garantir o bem-estar a quem trabalha".

O representante de mais de quatro mil professores avisa que se o Governo não atender a nova proposta salarial a greve vai ser retomada por tempo indeterminado, a partir do dia 9 de Maio, prejudicando assim mais de 124 mil estudantes. Recorde-se que os professores exigem melhores condições salariais, melhoria das infraestruturas, seguro de saúde, regularização da dívida pública, fundo para investigação científica, eleições de gestores das universidades, regularização do processo de provimento administrativo excepcional e da formação contínua dos docentes.

(Leia o artigo integral na edição 669 do Expansão, de sexta-feira, dia 8 de Abril de 2022, em papel ou versão digital com pagamento em kwanzas. Saiba mais aqui)