Saltar para conteúdo da página

Logo Jornal EXPANSÃO

EXPANSÃO - Página Inicial

Empresas & Mercados

Fidelidade aposta nos colaboradores para vendas de seguros porta-a-porta

JÁ SÃO 1.400 ANGARIADORES EM 16 PROVÍNCIAS

Estratégia permitiu angariar 10 mil novos contratos de seguro por mês em 2022 só com o recurso a estes angariadores. O objectivo é aumentar a quota de mercado da seguradora, que já tem colaboradores na rua em quase todo o País.

A seguradora Fidelidade Angola adaptou a estratégia de comercializar os seguros colocando mais de 1.400 colaboradores na rua para vendas porta-a-porta de seguros automóveis em 16 províncias do País. Estes colaboradores não são considerados mediadores de seguros, porque os mediadores têm um contrato específico e podem trabalhar para qualquer seguradora, através de uma licença fornecida pela ARSEG. Como não têm esta licença, só podem angariar clientes para a Fidelidade.

Esta estratégia permitiu à companhia de seguros vender 10 mil apólices por mês, perfazendo um total de 120 mil apólices em 2022 dos produtos essencialmente ligados ao Seguro Obrigatório Responsabilidade Civil Automóvel (SORCA).

Estes angariadores têm um contrato base que lhes permite obter um salário mensal que varia entre 40 a 60 mil Kz, um subsídio de alimentação no valor de 22 mil Kz, um tablet carregado com saldo de dados e voz, que possibilita que em qualquer lugar e em qualquer hora possa emitir uma apólice. Recebem ainda um bónus de 100 mil Kz caso consigam vender dez apólices a cada mês, bem como um subsídio que varia entre 10 a 20% por cada subscrição.

"O que fez a Fidelidade virar- -se para este tipo de estratégia foi precisamente o reforço do crescimento da quota do mercado, apostando muito no segmento de particulares e num marketing direccionado à realidade angolana, que é o contacto directo de proximidade com os clientes. Então foi uma das causas que nos fez implementar esse tipo de estratégia", explica Nataly Mateus, porta-voz do programa, acrescentando que estão apostar na venda de seguros automóveis obrigatórios para ser a líder neste segmento.

Antes dos colaboradores iniciaram funções passam por uma for mação de 20 dias em salas intensivas, onde recebem noções gerais sobre seguros, bem como dos produtos da companhia e de comportamentos de venda. "Eles têm uma formação. Somos considerados uma seguradora que muito educa e forma, porque achamos que a formação é o ponto e, por isso, é que não exigimos a experiência, pois garantimos a parte da formação. Então, em termos de seguros, damos a formação essencial. Se reparar, são pessoas que estão na rua que, às vezes, o mercado desvaloriza o tipo de trabalho que fazem, mas fazem com muita maturidade no que vendem", diz a responsável da Fidelidade.

Leia o artigo integral na edição 752 do Expansão, de sexta-feira, dia 24 de Novembro de 2023, em papel ou versão digital com pagamento em kwanzas. Saiba mais aqui)