Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Empresas & Mercados

Sonangol encaixa quase mil milhões USD com venda de participações

EM 6 BLOCOS

Petrolífera estatal colocou à venda participações em 8 blocos e conseguiu vender os intereses em seis. Dois blocos, o 4/05 e 5/06, ficaram sem ofertas. Com excepção da angolana Somoil, todos os outros compradores têm sede em Londres. Metade do valor a arrecadar resulta dos 10% que vendeu no bloco 15/06 operado pela ENI.

A petrolífera estatal, Sonangol, vai encaixar 985 milhões USD com a venda das participações em seis blocos petrolíferos, apurou o Expansão.

De acordo com várias publicações em imprensa estrangeira, do total a encaixar, 500 milhões serão pagos pela Sungara, que ficou com 10% da participação que a Sonangol vendeu no bloco 15,06, um dos blocos petrolíferos mais promissores do país, operado pelos italianos da ENI, e que produz à volta de 100 mil de barris de petróleo por dia.

A Sungara é uma empresa com sede em Londres e que resulta da fusão de interesses entre a petrolífera estatal namibiana, a Namcor, a multinacional africana Petrolog, e a britânica Sequa Petroleum. Aliás, este consorcio anunciou recentemente à imprensa internacional que cada uma das três empresas vai pagar parte dos 500 milhões USD e o remanescente será financiado com recurso aos mercados financeiros.

A Sungara que também comprou participações nos blocos 23 e 27 em exploração anunciou que já assinou o contrato de compra e venda com a Sonangol.

Quem também anunciou a assinatura do contrato de compra e venda com a Sonangol para a compra das participações nos blocos 3/05 e 23 é a também britânica Afentra, que revelou que terá de pagar à Sonangol 80 milhões de dólares em avanço, podendo pagar 50 milhões USD adicionais pela participação de 20% que adquiriu no bloco 3/05 operado pela Sonangol. A Afentra declara que terá de pagar mais 500 mil USD pelos 40% que adquiriu no bloco 23 que está em fase de exploração.

(Leia o artigo integral na edição 674 do Expansão, de sexta-feira, dia 13 de Maio de 2022, em papel ou versão digital com pagamento em kwanzas. Saiba mais aqui)