Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Gestão

Sete dicas para aumentar a sua felicidade no trabalho

CAPITAL HUMANO

A felicidade traz consigo múltiplos benefícios para a saúde, que, por sua vez, melhoram os níveis de alguns indicadores de desempenho, como a predisposição para aprender e a resistência ao stress. É de extrema importância para as empresas, já que ter colaboradores felizes significa uma redução do turnover.

"Você não precisa de ter sucesso para ser feliz, mas precisa de ser feliz para ter sucesso." -Shawn Achor.

Vários estudos publicados sustentam o argumento de que a felicidade no trabalho é de extrema importância para as empresas, já que ter colaboradores felizes significa uma redução do turnover (e menos tempo e esforço são gastos em recrutamento e selecção), uma diminuição do absentismo e do presentismo, e um decremento de outros custos associados à empresa. Para além disso, a felicidade do colaborador aumenta a satisfação do cliente.

Outra razão pela qual as pessoas devem assegurar a sua felicidade no trabalho é o facto de se acreditar (embora pesquisadores estejam ainda a tentar entender melhor) que a felicidade traz consigo múltiplos benefícios para a saúde, que, por sua vez, melhoram os níveis de alguns indicadores de desempenho, como a predisposição para aprender e a resistência ao stress.

Um estudo publicado pela Harvard Business Review afirmava que a Google, após perceber um aumento de 37% na felicidade dos seus colaboradores, também conseguiu alcançar um aumento de 12% na sua produtividade. Podemos, pois, dizer que o aumento dos níveis de produtividade é motivo mais do que suficiente para que as empresas tenham interesse em assegurar que os seus colaboradores sejam felizes no seu local de trabalho.

Para que as empresas garantam a felicidade no trabalho, não basta, porém, que ofereçam condições básicas. É necessário que se proporcione um bom ambiente de trabalho entre colegas (livre de preconceito e discriminação), uma liderança adequada e ajustada, um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, que exista reconhecimento, e que os salários sejam dignos.

Entretanto, tal como ocorre no respeitante à formação dos colaboradores, toda a responsabilidade sobre a felicidade do funcionário no trabalho é atribuída à empresa. Sou, no entanto, da opinião de que é nossa responsabilidade, enquanto profissionais, investir na nossa própria capacitação, não deixando essa tarefa à organização.

Claro que posso esperar um investimento e até mesmo que a empresa em que trabalho tenha um plano de carreiras implementado, mas tenho de ser capaz de fazer uma análise em relação a onde me encontro actualmente, onde quero chegar e que competências precisarei de adquirir para lá chegar. Esta deve ser também a postura a adoptar em relação à felicidade no trabalho: devemos assumir responsabilidade sobre a mesma!

Para o ajudar nessa tarefa de ser mais feliz no seu local de trabalho, gostaria de lhe deixar 7 dicas importantes:

1) Capacite-se: seja proactivo na busca de novas qualificações e desenvolva as suas competências;

2) Abrace o seu trabalho: ainda que não ame o que faz e não seja o trabalho ideal, lembre-se que assumiu um compromisso e, por isso, deve honrá-lo;

3) Contribua para um ambiente leve: há ocasiões em que sente que não está nos seus melhores dias? Dê a volta por cima. Seja contra tudo aquilo que promove um mau ambiente de trabalho;

4) Seja prestativo: seja uma pessoa disponível para ajudar um colega, ou a sua equipa, e verá como é gratificante, não só para si, mas para todos;

5) Exija feedback contínuo por parte dos seus superiores: o feedback positivo é um agente de motivação e esta motivação pode contribuir para a sua satisfação e felicidade no trabalho;

6) Teletrabalho: não é um benefício, mas pode contribuir para a sua satisfação e felicidade por intermédio do equilíbrio entre a vida pessoal e profissional;

7) Crie boas relações no local de trabalho: os benefícios das boas relações entre colegas são inquestionáveis para a empresa; pode ter a certeza de que a empatia resultante das boas relações no trabalho lhe proporcionará muitas alegrias.

A felicidade no trabalho não é algo fácil de ser alcançado, mas que sentido faz trabalhar sem alegria por onze meses, para ter um mês de bons momentos nas férias?