Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Gestão

Um Líder assume a responsabilidade

CAPITAL HUMANO

Na hora da vitória os bons líderes partilham o mérito, atenção e responsabilidade da mesma com a sua equipa, mas aquando da derrota assumem toda a responsabilidade, puxando para si o peso das falhas, erros, derrotas e insucessos, mas tentam sim fazer tudo ao seu alcance para atingir os seus objectivos, para atingir a vitória.

"A responsabilidade da derrota é totalmente minha". Esta é uma das frases que mais ouvimos um treinador dizer depois de uma derrota da sua equipa. "A responsabilidade da vitória é totalmente minha", esta nunca ouvi um treinador de uma equipa dizer. Na hora da vitória os bons líderes partilham o mérito, atenção e responsabilidade da mesma com a sua equipa, mas aquando da derrota assumem toda a responsabilidade, puxando para si o peso das falhas, erros, derrotas e insucessos. A capacidade de aceitar a responsabilidade nos momentos negativos, de assumir as falhas e derrotas das missões atribuídas às suas equipas é o que separa um bom líder de um líder excepcional.

Na hora da vitória os bons líderes partilham o mérito, atenção e responsabilidade da mesma com a sua equipa, mas aquando da derrota assumem toda a responsabilidade, puxando para si o peso das falhas, erros, derrotas e insucessos, mas tentam sim fazer tudo ao seu alcance para atingir os seus objectivos, para atingir a vitória.

Um líder que assume a responsabilidade, que aliás, assume mais do que as suas responsabilidades, acaba sempre por atingir mais do que o esperado, de se superar e de inspirar os outros à sua volta.

Uma grande equipa é feita de excelentes membros que atingem o seu potencial máximo. Um excelente líder olha para as falhas que os seus membros cometem e não os acusa. Quando um membro da sua equipa falha, um excelente líder olha primeiro para si próprio e pergunta-se o que pode fazer para garantir que a falha não volta a ocorrer. Esta mudança de mentalidade é fundamental em quem lidera para poder atingir a plenitude das suas capacidades e também para que as suas equipas a possam atingir.

Quando culpamos os outros pelas falhas ocorridas, estamos a dizer a nós próprios que não há nada que possamos fazer, que não controlamos a situação. Estamos a ignorar todas as pequenas situações que controlamos e todas as modificações e melhorias que podemos fazer e que podem levar ao sucesso da nossa equipas. Estamos a limitar o nosso próprio potencial e o potencial da nossa equipa.

Talvez a falha ocorra porque não formámos adequadamente um elemento da nossa equipa, não estabelecemos correctamente as tarefas a realizar, não fomos suficientes concisos, atentos aos detalhes, humildes ou calmos. Talvez a falha tenha mesmo ocorrido no recrutamento de um membro da equipa. De qualquer das formas, um excelente líder assume a responsabilidade, identifica o que correu mal, corrige e tenta garantir que não volta a acontecer. Isso é liderar.

Alguns confundem o assumir de responsabilidades com o assumir de tarefas. São coisas completamente diferentes. Um excelente líder assume totalmente a responsabilidade enquanto gere de forma descentralizada.

Um excelente líder identifica claramente as funções de cada membro da sua equipa, de acordo com a missão e os objectivos a atingir e planeia o mais possível, mas delega nos membros da sua equipa a responsabilidade dos detalhes. Deve supervisionar os detalhes, mas deixar o seu planeamento e execução para a equipa.

A verdade é que as melhores equipas, ao longo da história, devem o seu sucesso a grandes líderes. Não há grandes equipas sem grandes líderes. Líderes que preparam as suas equipas, elaboram excelentes planos, tomam correctamente decisões difíceis e inspiram todos à sua volta. Líderes que assumem responsabilidades. Sejam eles conquistadores como Alexandre, o Grande, desportistas que lideraram equipas aos títulos como Michael Jordan, treinadores de grandes equipas de futebol e cheios de títulos como José Mourinho ou Guardiola, ou líderes políticos com um alcance internacional capaz de mudar o mundo como Nelson Mandela.

Liderar é isto, é assumir responsabilidades.