Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Logo WeekendTurismo

Miradouro da Lua, aberto em Setembro para privatizar em Outubro

Semana do Turismo

O projecto é transformar o Miradouro da Lua num polo turístico, para isso foram investidos 20 milhões de kwanzas. Há uma nova infra-estrutura no local e o apoio de um posto de informação turística, a gestão vai ser entregue a privados

No âmbito da semana do turismo, foi inaugurado nesta quarta-feira, 29, o Posto de Informação Turística do Miradouro da Lua, em Luanda, uma infraestrutura avaliada em cerca de 20 milhões kwanzas, cuja gestão passará para privados em Outubro, de acordo com o que foi partilhado, no local, pelo ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato. E esta é a primeira de várias iniciativas previstas para fomento da actividade turística no pós-Covid-19.

O Miradouro da Lua tem, por agora, as primeiras infra-estruturas sociais, com destaque a um Posto de Informação Turística, balneários, parqueamento e conta com um observatório equipado com binóculos, que estarão disponíveis ao público a partir da primeira quinzena de Outubro, com vista a incentivar a pesquisa de aspectos histórico e cultural do local e acomodar os praticantes de turismo paisagístico.

De acordo com o ministro da Cultura,Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, esta é a primeira de várias iniciativas previstas no âmbito do fomento da actividade do turismo no pós-covid-19. "Vamos criar postos de informação turística em todos os pólos turísticos do país, para facilitar os operadores do turismo a divulgarem melhor as pontencialidades dos nossos valorosos lugares. Estamos apelar o envolvimento urgente dos sectores dos transportes, energias e águas para o desenvolvimento de infraestruturas que permitem a efetivação do turismo doméstico e não só", explicou o responsável na cerimónia de reabertura do Miradouro da Lua.

A primeira fase do conjunto de obras de remodelações do Miradouro da Lua consumiu ao Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente (MCTA) cerca de 20 milhões kz. Está prevista, na segunda fase, a construção de 10 quiosques, parques infantil e de campismo.

Há negociações com uma empresa estrangeira para a montagem do Zip-line, ou seja, uma "tirolesa" que vai ajudar os turistas a fazerem uma travessia aérea, que se acredita que seja "fantástica", de um ponto do Miradouro para outro.

A partir da primeira quinzena de Outubro, as entradas para o Matadouro da Lua serão cobradas, o valor será simbólico mas ainda não está definido. O ministro assegurou ao Expansão que a gestão do Miradouro da Lua será privatizada no próximo mês.

O Miradouro da Lua, um conjunto de falésias, a 40 quilómetros a sul do distrito da Samba, município de Luanda, caracteristicamente um espaço natural, apresenta uma erosão provocada pelo vento e pela chuva muito semelhante com a paisagem lunar, e é paragem obrigatória para quem se dirige de Luanda à Barra do Cuanza ou às praias de Cabo Ledo. O Miradouro da Lua é considerada uma das sete maravilhas de Angola e está entre as maiores atracções turísticas do país.

No âmbito do Dia Mundial do Turismo, assinalado no dia 27 de Setembro, o ministério da Cultura, Turismo e Ambiente está a promover também um conjunto de actividades - a chamada semana do turismo - para assinalar a efeméride e reflectir sobre a realidade do sector no País. Estão agendadas visitas fluviais à foz do rio Kwanza, Museu da Escravatura, e uma mesa redonda para debater a actual realidade das infra-estruturas dos polos turísticos de Cabo-Ledo, Okavango-Zambeze e as medidas para retoma do turismo em Angola.

No decurso das actividades, o cantor RAP Yannick Afroman será consagrado embaixador do Turismo Interno.